quinta-feira, 28 de agosto de 2014

VI Jornada da Juventude na Ásia: "Acordem,vão,vão em frente!"

                           Papa Francisco encerra VI Jornada da Juventude na Ásia e fala aos jovens!

 Esta é primeira viagem de um Papa ao Extremo Oriente. A Coreia do Sul, é considerada o tigre asiático da Igreja.A Igreja Católica na Coreia do Sul  representa 10% da população e aumenta dia a dia .O número de batizados vindos do budismo cresce devido a idéia de igualdade entre os homens criados por um único Deus. Enquanto na Europa os números são magros e diminuem ano a ano. Na Coreia do Sul cresce assombrosamente.O Santo Padre Francisco em agosto desse ano 2014,visitou a Coreia do Sul e o pais se mostrou abundante em novos batizados principalmente leigos comprometidos com a Evangelização.No encerramento da VI Jornada da Juventude ele falou aos jovens asiáticos:



 “Cada um de vós possui um lugar e um contexto próprios, onde sois chamados a espelhar o amor de Deus. O continente asiático, permeado de ricas tradições filosóficas e religiosas, continua a ser uma grande fronteira que espera o vosso testemunho de Cristo”, declarou, na homilia da Missa que presidiu no castelo de Haemi, localidade costeira a sul de Seul.O Papa desafiou os participantes a “apreciar os inúmeros valores positivos das diferentes culturas da Ásia” e a discernir nelas aquilo que é “incompatível” com a fé católica e os aspetos da cultura contemporânea que são “pecaminosos, corruptos e levam à morte”.“Como jovens que não apenas vivem na Ásia, mas são filhos e filhas deste grande continente, tendes o direito e o dever de tomar parte plena na vida das vossas sociedades. Não tenhais medo de levar a sabedoria da fé a todos os campos da vida social”, apelou.Falando em inglês,
 Não! Devemos ser como Cristo, que responde a cada pedido de ajuda com amor, misericórdia e compaixão”, prosseguiu Francisco disse que os jovens da Ásia são “herdeiros de um grande testemunho” de fé cristã, evocando os mártires da Coreia e de outras zonas do continente.“Deixai que Cristo transforme o vosso natural otimismo em esperança cristã, a vossa energia em virtude moral, a vossa boa vontade em amor genuíno que sabe sacrificar-se”, apelou.No final da Missa, o cardeal Oswald Gracias, arcebispo de Mumbai e presidente da Federação das Conferências Episcopais da Ásia, anunciou que a próxima Jornada da Juventude Asiática vai decorrer na Indonésia, em 2017.




 Francisco gracejou e disse que não gosta de ver jovens “a dormir”.“Não, acordem, vão, vão em frente”, pediu, sublinhando a importância de apresentar uma mensagem de “misericórdia” ao mundo de hoje ao “estrangeiro, o necessitado, o pobre e quem tem o coração despedaçado.O Papa disse que os jovens católicos devem responder ao “gemido de tantas pessoas nas nossas cidades anónimas” e ouvir “a oração de todos os mártires que ainda hoje sofrem perseguição e morte pelo nome de Jesus”.“«Senhor, ajuda-me!» Dêmos resposta a esta invocação, não como aqueles que afastam as pessoas que pedem, como se a atitude de servir os necessitados se contrapusesse a estar mais perto do Senhor.







Nenhum comentário:

Postar um comentário