sábado, 5 de novembro de 2011

CD da JMJ Rio 2013 é lançado pela CNBB em parceria com produtoras católicas



BRASÍLIA, sexta-feira, 4 de novembro de 2011 (ZENIT.org) –

A colaboração entre a CNBB e as produtoras católicas de música resultou no primeiro dos três CDs especiais de preparação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em 2013, no Rio de Janeiro.
O primeiro fala da peregrinação da Cruz da JMJ e do Ícone de Nossa Senhora pelas dioceses do Brasil. No peito eu levo uma cruz é um álbum com treze músicas católicas conhecidas, relacionadas com a cruz e Maria, cantadas por vozes como Ziza Fernandes, José Vicente, o padre Fábio de Melo, entre outros.
Mas o destaque do disco é uma versão de Nova Geração, do padre Zezinho, cujo estribilho dá nome ao CD. Também há uma aplicação interativa com imagens, música e o clip da música-tema.
A canção começa com a voz do compositor, em sua primeira gravação nos anos 70. A música segue nas vozes de cantores de diferentes estilos musicais de várias partes do país e termina de novo com a voz do padre Zezinho, quase 40 anos depois. O coro é em ritmo de samba, homenageando a cidade que acolherá a próxima Jornada Mundial da Juventude.
A gravação aconteceu em reunião histórica dos cantores católicos, nos estúdios das Edições Paulinas, em São Paulo, no último 21 de junho. Mais de 80 músicos compartilharam suas experiências na missão de evangelizar através da arte.
O assessor nacional da juventude da CNBB, padre Carlos Sávio Ribeiro, diz que a Igreja no Brasil vive um momento privilegiado em relação à evangelização da juventude, o que foi confirmado pela participação do Brasil em Madri, com quase quinze mil jovens registrados, e principalmente pela escolha do Rio como sede do próximo evento.
O clip de Nova Geração pode ser visto no YouTube.




Em 13 e 14 de outubro, os responsáveis pelo setor de juventude em todo o país se reuniram nas Pontifícias Obras Missionárias, em Brasília. Na agenda, a organização da peregrinação dos símbolos da JMJ, a elaboração dos projetos da pré-jornada, uma semana antes, e um estudo sobre o que é a Jornada, seus objetivos, informes, avisos e como fazer com que o seu desenvolvimento atinja a juventude do Brasil e do mundo.
“Este encontro ajuda a projetar a Jornada da Juventude no Rio, e também nos informa da situação da juventude em cada região, para podermos traçar um trabalho que realmente alcance os jovens”, disse o padre Sávio.
Segundo o assessor, uma das preocupações do grupo é uma Jornada que não se limite ao acontecimento: “Estamos elaborando um projeto que pensa na JMJ não só no período do evento, mas em três momentos básicos, antes, durante e depois, através de um projeto de evangelização que deve durar até 2015”.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

A missão é serviço

Por Dom Orani João Tempesta

RIO DE JANEIRO, domingo, 30 de outubro de 2011 (ZENIT.org) –



Neste final de semana celebramos o Dia Nacional da Juventude! É uma ótima ocasião para darmos alguns passos para a motivação e participação na Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá aqui no Rio de Janeiro.


Estamos também encerrando o mês das Missões, com a firme convicção de estarmos permanentemente em missão. A Palavra de Deus deste 31º Domingo do Tempo Comum ilumina nossas vidas para vermos, tanto como missionários como também como sede da JMJ, aqueles que agem como servidores – é uma missão, é um serviço, a que todos somos chamados a prestar, tanto à Igreja como à Sociedade.
Quando lemos os Evangelhos, ainda ficamos surpresos diante da acolhida que as multidões reservam para Jesus. Havia dias em que o Mestre não tinha um momento de paz: as pessoas vinham de toda parte para ouvir sua palavra. Os testemunhos dos Evangelhos dizem unanimemente que era principalmente a sua palavra que encantava as multidões, e as pessoas aproximavam-se Dele principalmente para ouvi-Lo.
Jesus anunciava de maneira nova aquilo que já estava inspirado e colocado por escrito na Bíblia. Basta pensar no Evangelho do domingo passado, quando Jesus responde à pergunta sobre o maior mandamento ao citar as palavras da lei judaica: “Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração!” (cf. Mt 22,27; Deuteronômio 6,5). Parece que as multidões estavam cansadas de muitas palavras que ouviam nas sinagogas todos os sábados e, ao invés disso, vieram até Jesus porque Ele "os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas" (Mateus 7, 29). Precisamente esta última referência revela o segredo de Jesus – Ele falou "como quem tem autoridade". Havia uma autoridade em seus discursos novos e inesperados, que os escribas e fariseus não possuíam. O último fato – como o próprio Jesus diz no Evangelho deste domingo (Mt 23,1-12) – "dizem e não fazem; atam fardos pesados ​​e os põem aos ombros dos homens, mas eles não querem movê-los com um dedo". E eles perderam a sua autoridade, porque só falam "para serem vistos pelos homens", sem realmente acreditar no que diziam. É uma dura palavra que ressoa até hoje em nossos ouvidos e nos questiona profundamente.
Esta é uma crítica muito dura que Jesus dirige ainda hoje a todos nós, pois Jesus nos exorta para não criticarmos os outros, mas para examinarmos a nós mesmos: de fato continua seu discurso dizendo "você" e não "eles" ("não sejais chamados Rabi! E não sejais chamado de mestres" - Mt 23,8.10).
Da mesma forma que aconteceu naquela época aos escribas e fariseus, mas não aconteceu com Jesus, Ele falava com autoridade porque Ele dizia e fazia. Estamos lendo a confirmação do Evangelho deste domingo, quando Ele recomenda aos seus discípulos para ser servos uns dos outros: "o maior entre vós será vosso servo" (Mateus 23, 11). Todos sabemos que Jesus, num gesto de doação, lava os pés dos seus discípulos, e, com esse gesto, resume o serviço de doação que tantas vezes Ele recomendou e que Ele vai cumprir depois de algumas horas na cruz.
De fato, Jesus disse e fez: ele falou com autoridade porque acreditava profundamente no que dizia e diz para nós até hoje. Ainda ressoa em meus ouvidos as palavras do Servo de Deus, o Papa Paulo VI, quando escreveu sobre a evangelização: “os homens de hoje escutam muito mais as testemunhas que os mestres, e se escutam os mestres é porque são testemunhas”. Aí está o grande segredo de todo trabalho e toda pregação, seja nas igrejas, seja nas praças, seja pelos meios de comunicaçao e até mídias sociais: ser testemunha daquilo que se fala. O segredo da missão evangelizadora está na pessoa que atua! Por isso o texto do evangelho deste domingo nos questiona profundamente e nos exorta a dar passos concretos na direção de uma vida coerente e transparente. E este é o milagre: que possamos renovar e devolver um sentido de coerência para as muitas palavras que trocamos e pregamos todos os dias.
Eu sou daqueles que dizem e não fazem? A palavra de Deus queima os lábios se é mal pronunciada, mas ela queima também se é pronuncida e não é vivida. Realmente, o que anuncio é porque as palavras são eco de um fogo de vida no Espírito Santo que arde dentro de mim? Precisamos ouvir o Senhor, para depois, vivendo com alegria a Boa Nova, anunciar aos irmãos e irmãs.
Podemos perceber no Evangelho algumas situações que esvaziam nossas vidas e que deveriam ser mudadas em nosso dia a dia. Uma situação é a hipocrisia: digo e não faço. A incoerência de vida diante do que falamos sem vivenciarmos com simplicidade e coerência a Palavra de Deus. Outra situação é a vaidade: tudo fazem para serem admirados. O objetivo é conseguir fama e nada mais. Não é um serviço ao Reino de Deus. A vaidade torna o interior vazio. Ainda uma outra situação: o gosto do poder: impõem cargas pesadas a todos. O Evangelho oferece alguns caminhos de mudança: em vez de aparecer, agir secretamente; a simplicidade ao invés da duplicidade, o serviço ao invés do poder. O maior mandamento, diz Jesus, é "Amarás" e na liturgia de hoje acrescenta: o maior entre vós será vosso servo.
Ao celebrarmos, concomitantemente, o Dia Nacional da Juventude, é bom lembrar que a juventudade dá muito valor à autenticidade evangélica. A juventude quer líderes que tenham coerência na pregação e na ação. Notamos isso pelos movimentos que espoucam por todos os cantos do mundo e também em nosso país, exigindo coerência e transparência.
Aquele que é o Senhor e Salvador de todos escolheu o caminho do servo: está aos pés de todos, é o servidor que lava os pés dos discípulos. Aquele que é Deus conosco cinge uma toalha e quer curar todas as feridas da terra. Servo sem igual! E se deve haver uma hierarquia na Igreja, será invertida em relação às normas da sociedade sobre a terra: “vocês são todos irmãos”. E, em seguida, inverteu novamente, por Cristo, que se tornou irmão, mas depois se tornou o último dos irmãos. Jesus muda a raiz do poder. Nosso Senhor Jesus Cristo revela que todo homem é capaz de poder, se ele é capaz do serviço.
Todos nós que buscamos entender a sociedade hodierna e encontramos caminhos para uma convivência pacífica entre os povos temos na Palavra deste domingo um bom caminho a seguir: Serviço. Este é o nome secreto da civilização do amor, porque este é o estilo que Deus escolheu.

Dom Orani João Tempesta é arcebispo do Rio de Janeiro.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Church Forum se torna primeiro site católico móvel

ROMA, terça-feira, 25 de outubro de 2011 (ZENIT.org) – Em 1996, Church Forum começou como o primeiro site católico em espanhol a aparecer na internet. Agora, em 2011, quinze anos depois de iniciar suas operações, Church Forum se tornou o primeiro site católico móvel.

No aplicativo Church Forum para equipes móveis de comunicação, como telefones e tablets, podem ser encontradas notícias da Agencia Informativa Católica Argentina (AICA), vídeos de catolica.tv e Desdelafe.tv; artigos de atualidade da Rede de Comunicadores Católicos, o Evangelho Meditado, de Dom Pedro Agustín Rivera, o Santoral e o mais recente de Church Forum.

Paulatinamente, serão agregados os melhores serviços da rede de informação católica.

Church Forum App está disponível para download de forma gratuita nas principais plataformas móveis: iPhone, iPad, Android, BlackBerry Smartphone e BlackBerry Playbook, através de suas respectivas lojas: iTunes, Android Market e BlackBerry AppWorld, ou a partir de www.churchforum.org.



Church Forum é uma fonte de conteúdos para católicos e outros cristãos interessados, que lhes permite formar-se e manter-se atualizados nos acontecimentos transcendentes da Igreja.

Apoiou a evangelização nos meios de comunicação eletrônicos por meio dos seus diversos serviços, tais como: consulta espiritual, cursos online, calendário litúrgico, santo Evangelho ilustrado, seu famoso santoral e grande quantidade de documentos doutrinais e de reflexão, que podem ser consultados e baixados.

Church Forum é membro da RIIAL (Rede Informática da Igreja na América Latina) e do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Teresa de Jesus e os Jovens

A Solendiade de Santa Teresa de Jesus, a 15 de Outubro, foi um momento alto na vida da família carmelita, pois vivemo-lo com maior intensidade ao prepararmo-nos para as celebrações do V Centenário do seu nascimento (1515-2015). Os quiseram testemunhar-nos que como esta mulher os seduz e atrai para Cristo. Jovens interrogaram jovens para saberem quem é Teresa de Jesus para eles, qual a faceta da sua vida que mais lhes toca. E num pequeno video em http://www.teresadejesus.carmelitas.pt/  apresentam em flash as suas respostas. Vale pena pena ver. E já agora, tomando a pergunta do seu Mestre e Amigo, quem é Teresa de Jesus para ti? Aproxima-te dela e verás como te leva a Jesus.

A nossa Ordem e várias conferências episcopais estão a enviar petições ao Santo Padre, o Papa Bento XVI, para que declare o ano 2015, Ano da Oração. Esta seria uma forma de homenagear Teresa de Jesus nos 500 anos do seu nascimento, pois nasceu, viveu, escreveu, criou comunidades para promover este valor cristão da oração. A sua experiência e ensinamentos sobre a oração são o melhor legado que esta doutora da Igreja nos deixou.

2011-10-16



Fonte: http://www.carmelitas.pt/site/noticias/noticias_ver.php?cod_noticia=214

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Fruto da JMJ: um casal se converte e desiste de ...


A vida que a JMJ salvou
Jovens peregrinos convencem um casal a não abortar

MADRI, sexta-feira, 26 de agosto de 2011 (ZENIT.org) –

A 26ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ) conseguiu, entre seus numerosos frutos, salvar uma vida humana, já que uns peregrinos que foram a Madri, para o evento, convenceram um casal a não abortar.
No último dia 19 de agosto, um grupo de jovens pró-vida irlandeses começou a rezar na frente da igreja de San Martín de Tours, onde há uma importante clínica de abortos, segundo informou a ZENIT o Centro Internacional para a Defesa da Vida Humana (CIDEVIDA).
Um casal chegou até o lugar com a intenção de abortar e os jovens foram ao seu encontro, explicando-lhes as razões pelas quais não deveriam fazer isso.
Uma voluntária de CIDEVIDA, organização que tinha uma exposição instalada no claustro dessa igreja madrilena cêntrica, uniu-se ao grupo e colocou o casal em contato com a fundação de apoio, assessoria e ajuda à mulher grávida, Red Madre.
Esta rede se comprometeu a prestar apoio para o nascimento do filho do casal, que consolidou assim sua decisão de não abortar.
Para o secretário de CIDEVIDA, Juan José Panizo, "o presente desta vida é uma alegria para todos". "Obrigado, Bento, por ter vindo", expressou, elogiando também a ação dos voluntários da entidade pró-vida e dos peregrinos irlandeses, que, depois desse encontro, voltaram a rezar de joelhos no mesmo lugar.
Um grupo de pessoas preocupadas pelas consequências da nova lei do aborto na Espanha colocou em marcha o CIDEVIDA em 2009, para informar sobre a realidade do aborto e promover alternativas para ajudar as mulheres com problemas diante da gravidez.
Entre outras atividades, a entidade mantém, na Villa de Tordesillas, na província de Valladolid, uma exposição permanente sobre o aborto, um centro de ajuda às mulheres grávidas e de atenção à síndrome pós-aborto, bem como um centro documental.

Fonte: Zent.org


--
Postado por Luciano Dídimo no BLOG DOS CASAIS CARMELITAS em 8/29/2011 11:16:00 PM

sábado, 20 de agosto de 2011

El Carmelo Descalzo en la JMJ


I Encuentro Teresiano Internacional de jóvenes.

Eran 9 de la mañana del martes 16 de agosto cuando los primeros grupos de jóvenes de Italia, Francia, Inglaterra, Irlanda, Croacia, Polonia, Líbano, Portugal, Argentina, Venezuela, Ecuador, Uruguay, Portugal, Eslovaquia, Rumanía, España se acercaban al Lienzo Norte de la Ciudad de Ávila. Algunos jóvenes llegaban de sus países de origen, otro en cambio ya han estado unos días en lugares como Burgos, Segovia, Alba, Ávila, como preparación de este encuentro y de la JMJ.

Hemos comenzado el encuentro con música, animada por el cantante Rogelio Cavado y el grupo croata…. Cantos del Carmelo, cantos de alegría para calentar los corazones de los jóvenes y llega el momento inicial con la oración, con pequeños gestos y en diferentes lenguas nos ponemos en la presencia del Señor y pidiendo a Santa Teresa que nos acompañe en esta jornada de encuentro.

Después de las palabras de bienvenida nos ha hablado el P. General Saverio Cannistrà, quien nos ha alentado a vivir la alegría, la fraternidad y el gozo del encuentro con Dios para caminar nuestra vida, siempre apoyados en la oración y para ello qué mejor que ir de la mano de Teresa de Jesús.

La organización había preparado 22 talleres de reflexión, de encuentro con el carisma del Carmelo y hacía allí se han encaminado nuestros jóvenes, de camino han ido pasando por los lugares todos teresianos (La Santa, La Encarnación, San José) ahí han sido recibidos por unas escenas teresianas recordando lo que Teresa ha vivido en esos lugares. Después han visitado los lugares, en un clima de oración y silencio… no éramos turistas sino peregrinos que queríamos encontrarnos con Teresa.

Nuestros Talleres nos han hablado de Dios, con la música, el arte, el baile, la palabra, con la figura de Teresa, con el compromiso y la evangelización, con las misiones…


Ávila era un mar de jóvenes que hablaban en diferentes lenguas pero que todos llevábamos un pañuelo blanco con el escudo del Carmelo, con cantos y sonrisas… algunos han visita la Catedral y otros lugares importantes…Una frugal comida de picnic nos ha ayudado afrontar a la tarde.

Después de la comida nos hemos vuelto a reunir en el Lienzo norte, allí estaban nuestros músicos calentando el ambiente, para prepararnos a celebrar la eucaristía, unos a la sombra de las murallas, otros disfrutando de una ducha improvisada con los aspersores de riego (gracias al ayuntamiento y protección civil allí presentes) pues todo era poco bajo un calor sofocante…

Y daba comienzo la procesión de entrada para la eucaristía. La abría las reliquias de Santa Teresita, que también han querido estar presentes en nuestro encuentro y en la JMJ. La eucaristía presidida por el Obispo de Ávila y concelebrada por el P. General, un Definidor General, varios Provinciales y un nutrido grupo de carmelitas y sacerdotes. El obispo políglota en la homilía en tres lenguas, nos anima a seguir a Jesús y que a vivir el espíritu de Teresa… y a convertirnos en portadores de la alegría a nuestros países de origen. Con cantos en diferentes lenguas y pequeños gestos se va desarrollando llevándonos a vivir la experiencia del encuentro con Cristo que se hace presente en nuestras vidas…

Ahí con un momento para refrescarnos con los aspersores, da comienzo un macro concierto con diferentes artistas de Portugal, Líbano, Polonia, Italia y España… a lo largo del mismo y del día hemos entonado el himno del encuentro “Vives hoy aquí, Teresa de Jesús”, con palmas, coreografías… pero todo llega a su fin y poco a poco los jóvenes se ponían en marcha a Madrid para participar en las JMJ…

Ahí también estará presente el Carmelo con una Exposición Teresiana, dos vigilias de oración unos espacios orantes, un macro-concierto, un concierto libanés, la presencia de las reliquias de Santa Teresita, actividades organizadas por el Movimiento Eclesial Carmelitano de Italia, también el movimiento Notre Dame de Vie… la feria vocacional… a lo largo de Madrid los jóvenes podrán encontrar un pequeño folleto sobre el Modo de orar teresiano” en seis diferentes lenguas.

La JMJ no ha hecho más que comenzar y el espíritu que se respira es de alegría y fraternidad, que estos días sirvan para renovar nuestro compromiso.

N.B. Una palabra de agradecimiento a todos que han hecho posibles este I Encuentro Teresiano Internacional, los voluntarios, las Carmelitas Descalzas de Ávila, La Santa, el CITeS, las Carmelitas Misioneras, la Diócesis de Ávila y a todos aquellos que han trabajado en la sobra.

Ya se comienza a pensar en el II Encuentro Teresiano Internacional ¿2013? ¿2015? Ahí nos veremos… Te esperamos









segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mensagens Sobre o VIII Encontro de Jovens OCDS

Segue abaixo algumas mensagens referentes ao VIII Encontro de Jovens da OCDS, ocorrido em Goiânia/GO, de 15 a 17/07/2011:


Queridos hermanas y hermanos:

Muchas gracias por la información enviada y me alegro profundamente por esta reciente experiencia en el Encuentro de Jóvenes OCDS.

Ojalá que junto con el compromiso de toda la Familia Carmelitana de la Delegación General podamos emprender un camino similar.

En unión de oraciones...

Fr. Daniel, ocd - Desde La Delegación General da Argentina.


AVANTE!!! Com muita alegria recebi estes dois e-mails de Vv. Jovens da OCDS. Fico-lhes agradecido por terem tido a ideia de compartilhar conosco as descobertas, as alegrias dos momentos vividos em fraternidade carmelitana. Nosso Grupo Sta. Teresinha de Camaragibe - PE orou pelo bom andamento do Encontro e eu pessoalmente estive espiritualmente com Vv. nesses dias, rogando a Deus por intercessão de Teresa de Lisieux que tocasse e mantivesse tantos corações de Vv. Jovens, sequiosos de vida pra valer na Verdade e no Amor de Deus. Repito e rezo: AVANTE!!! Gustavo Castro




Parabéns a todos envolvidos com o Encontro; comissão organizadora, superiores da nossa Ordem e de maneira muito especial aos jovens participantes, que sabem aproveitar o que de melhor existe neste mundo: As Coisas do Alto.


Belos depoimentos.

Abraços.
Sousa,ocds. Brasilia

domingo, 31 de julho de 2011

DEPOIMENTOS DO VIII CONGRESSO DE JOVENS DA OCDS

Segue abaixo alguns depoimentos referentes ao VIII Encontro de Jovens da OCDS, ocorrido em Goiânia/GO, de 15 a 17/07/2011:


Adicionar legenda
 Quando falamos de Encontro de Jovens inconscientemente lembramo-nos de alegria, harmonia, amizade e companheirismo. Quando se fala em Encontro de Jovens do Carmelo vai além destas características, onde nos deparamos com uma única que engloba estas quatro,sendo o Amor.


Amor pelo Carmelo que ao participar deste encontro nos encantamos com o mesmo;

Amor pelas pessoas que nunca vimos na vida, mas que ao estar no mesmo lugar parece conhecermos a muito tempo;



Amor pelos santos do Carmelo, e acreditar que possamos por meio de suas vidas, atitudes e escritos alcançar o caminho do amor como nos ensina Santa Terezinha ou como Tereza D’Ávila com o Caminho de Perfeição.

Ana Carolina Silva dos Santos -OCDS
Comunidade Alegria da Sagrada Face - Itapetininga/SP



Gostei muito de poder participar do encontro, pois pude perceber a dimensão e ação da ordem carmelita secular. Interagir com outras comunidades foi extremamente enriquecedor. Apesar de estar longe de casa me senti nela! Parecia que já conhecia a todos, como uma familia que fazia tempo que não via. A acolhida foi maravilhosa, agradeço a todos por isto!


O que mais me chamou atenção nas reflexões foi simplicidade e objetividade com que o tema do encontro nos foi repassado. Foi perceptivel que tudo foi preparado com muito carinho. Este conjunto de fatores reanimou meu compromisso com o Carmelo e espero que no proximo encontro, que acontecerá no Rio de Janeiro, eu possa também transmitir aos participantes, junto com minha comunidade, um pouco daquilo que eu vivenciei em Goiania: a alegria de ser carmelita. Salve Maria!

Erica Luz - OCDS Comunidade Santa Teresa de Jesus/RJ.




Aprendi uma grande lição na vida , que é a Oração que nós leva a perfeição, mais não a perfeição visual , mais sim a perfeição com Deus .


Pela Oração, conseguimos nós entender e entender oque Deus diz para nós .

E através dela que descobrimos o verdadeiro sentido do Amor de Deus .

Mais, não temos que orar só porque estamos com problemas e dificuldades , temos que orar pelo simples fato de você existir, e agradecer por tudo que você tem, inclusive sua vida. Se você reza você tem Deus e alegria no coração .

15/07,16/07 e 17/07. foram os melhores dias da minha vida , pois eu aprendi

que a Oração é o caminho para a perfeição . Aprendi que na vida que Deus está acima de nós e sem ele nada é possível . Aprendi a ter amizades, mais não amizades que se faz na escola . Mais sim amizades , que se faz na presença de Deus . Aprendi a respeitar o meu próximo . Enfim, eu aprendi a viver feliz na oração e juntamente com DEUS ! .

Ass : Cleicielly Rodrigues, 14 anos
Guapó/GO

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Gratidão pelo VIII Encontro de Jovens OCDS em Goiânia


Após termos terminado nosso VIII Encontro de Jovens em Goiânia, quero agradecer em primeiro lugar à Comissão de jovens dirigida por nossa irmã Esther, da Comunidade de Itapetininga. Agradeço pelo empenho, pelo carinho com o qual tudo foi preparado e que, apesar dos obstáculos, percebo que Deus mais uma vez nos surpreendeu, passando à frente de tudo e tudo governando como Ele mesmo quis. Por isso o Encontro foi aquele momento tão bonito e tão familiar que você e a comissão nos ofereceu.

Aproveito a oportunidade para fazer um agradecimento também à equipe local, dirigida pelo Sebastião e o Márcio, ambos da Comunidade de Trindade, pela dedicação e o interesse com o qual tudo foi preparado. Creio eu que todos se sentiram “em casa”. Graças ao empenho de vocês dois e dos demais membros das comunidades, bem como das irmãs carmelitas, tivemos a oportunidade de bebermos, com abundância, desta fonte da espiritualidade carmelitana. Deixo aqui, nestas poucas palavras, a minha gratidão.

Não poderia deixar de agradecer aos nossos queridos jovens e aos demais que foram de longe e de perto e que participaram ativamente no encontro. Que o Senhor possa suscitar em vossos corações este desejo ardente de segui-Lo mais de perto através do vínculo do Carmelo e que vocês possam buscá-Lo sempre, encontrando n’Ele o vosso “maior e melhor amigo”, “mesmo de noite”. Faço votos que, aquela alegria que vocês viveram nos dias do encontro, possa continuar ardendo em vossos corações. Que a Mãe do Carmelo interceda por todos e vos guie em vossos caminhos, para que em tudo, vocês possam fazer a vontade de Deus em suas vidas.

Espero ansiosamente revê-los no Rio de Janeiro em 2012 para o nosso próximo encontro.

Um cordial abraço a todos. Com afeto Frei Fabiano Alcides, ocd.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

VIII ENCONTRO DE JOVENS DA OCDS



Com muita alegria e determinação, nos reunimos em Goiânia, nos dias 15, 16 e 17 de julho, na Casa de Retiro Caminho de Emaús, das Irmãs Dominicanas, para o VIII Encontro de Jovens da OCDS. Contamos com a presença dos Membros das Comunidades de Goiânia, Trindade, Itapetininga, Rio de Janeiro, Mococa, Sete Lagoas, Avaré e outros jovens que se aproximaram pela primeira vez para beber da Espiritualidade Carmelitana. Também estiveram presentes nossa Presidente Maria Eduarda e os nossos Delegados Frei Fabiano e Frei Wilson.



Iniciamos com a Santa Missa e através da dinâmica que retrata o encontro da samaritana com Jesus e a volta do filho pródigo, que simboliza a passagem da noite escura para a chama viva de amor, levamos os jovens a se adentrarem no clima do encontro, refletindo na “Oração: O Caminho para a Perfeição”. Utilizamos o vaso de barro com os crachás para mostrar que devemos deixar-nos moldar pelas mãos do Divino Oleiro.



No sábado, logo ao despertar, nos direcionamos à Capela para salmodiarmos ao Senhor, que está presente em todos os lugares. Logo depois, fomos agraciados com a palestra de Frei Wilson, que nos falou sobre O Caminho para a Perfeição, apontando as virtudes para se chegar à oração: amor, desapego e humildade, pois sem elas a oração não será frutuosa e verdadeira. Em seguida, Carlos Almeida, esposo de Elisa da Comunidade de Itapetininga, falou-nos sobre Viver na Amizade com Deus, onde é necessário um encontro pessoal com Ele, para percebermos que dentro de nós Deus habita e se faz presente em todos os lugares.



Nossa Presidente Provincial Maria Eduarda nos levou a refletir com a palestra: A Medida do Serviço é o Amor, levando-nos a analisar as nossas qualidades e visualizar o que de bom fizemos aos outros e a nós mesmos no primeiro semestre de 2011. Agraciou-nos com vários exemplos e com a música de Gonzaguinha “viver e não ter a vergonha de ser feliz”.


À tarde, nos reunimos para as oficinas, onde apresentamos aos jovens um pouco da vida dos nossos santos: Santa Teresa de Jeus, São João da Cruz, Santa Teresinha e Santa Teresa dos Andes.
Frei Fabiano falou-nos sobre O Ser Sinal Visível do Amor de Deus no Mundo, onde devemos ser este sinal através do nosso testemunho de vida.
Momento forte e emocionante para todos nós foi a Missa Solene de Nossa Senhora do Carmo, onde os nossos irmãos da Comunidade Nossa Senhora do Carmo, de Goiânia, Márcio e Maria fizeram suas Promessas Definitivas, e Gardênia fez suas Primeiras Promessas. Após a celebração, Frei Wilson conduziu-nos ao Momento Mariano, onde nos colocamos A Caminho, com Maria, sendo Ela um exemplo para as nossas vidas, e fomos revestidos com seu Santo Escapulário.





Após este momento, como bons filhos de Teresa, fomos convidados a participar do “Dancin’ Days Carmelitano”, relembrando os anos 70.






Na manhã de Domingo, Frei Wilson, na dinâmica oracional, nos mostrou O Caminho da Oração no Pai Nosso, levando-nos ao Encontro Pessoal com Jesus no Santíssimo Sacramento.






Após este momento, Elisa encerrou as palestras com o tema Bendizer o Senhor por todos os séculos. Fizemos um momento de partilha, onde os jovens puderam falar sobre suas experiências durante o Encontro, e fechamos com chave de ouro, fazendo uma retrospectiva com slide de fotos. Assim como iniciamos, encerramos o VIII Encontro de jovens da OCDS com a Santa Missa.



Este encontro, como todos os outros, foi único, com momentos alegres, dinâmicos, de muita oração e escuta, palestras, partilha e comunhão, que só a família carmelitana pode nos proporcionar!
Nos despedimos informando que o IX Encontro de Jovens da OCDS já tem data e local marcados. Se Deus assim nos permitir, pretendemos realizá-lo no último final de semana de julho de 2012, no Rio de Janeiro.


Jovens da OCDS

quinta-feira, 26 de maio de 2011

O sexo nos planos de Deus

O jovem casto exercita o autodomínio para ser fiel no casamento

"O livro do Gênesis assegura que, ao criar todas as coisas, "Deus viu que tudo era bom" (Gen 1,25). Portanto, tudo o que o Criador fez é belo. O mal, muitas vezes, consiste no uso mau das coisas boas. Por exemplo, uma faca é uma coisa boa; sem ela a cozinheira não faz o seu trabalho. Mas, se um criminoso usá-la para tirar a vida de alguém, nem por isso a faca se torna má. Não. O mal é o uso errado que se fez dela. Da mesma forma, o sexo é algo criado por Deus e maravilhoso. É por ele que a criança inocente vem ao mundo.
Como Deus deu ao casal humano a missão de gerar os filhos, "crescei e multiplicai" (Gen 1,28), providenciou o sexo como instrumento de procriação. E mais, para fortalecer a união e o amor do casal fez do sexo também o meio mais profundo da "manifestação" do amor conjugal.

Podemos dizer que o ato sexual é a celebração do amor, como que a "liturgia do amor conjugal". E é no ápice desta celebração do amor que o filho é concebido. Isto é, ele não é somente a carne e o sangue do casal, mas principalmente, o fruto do seu amor. É por isso que a vida sexual de um casal que não se ama de verdade nunca é harmoniosa.
O sexo é manifestação do amor. Sem este, ele fica vazio, desvirtuado e perigoso como aquela faca na mão do assassino. Faz muitas vítimas... O que é a prostituição, senão o sexo sem amor? É apenas um ato de prazer, comprado, com dinheiro ou outros meios. No plano de Deus a vida sexual só tem lugar no casamento.
São Paulo, há dois mil anos, já ensinava aos coríntios: "A mulher não pode dispor do seu corpo: ele pertence ao seu marido. E também o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa" (I Cor 7,4). O apóstolo dos gentios não diz que o corpo da namorada pertence ao namorado, nem que o corpo da noiva pertence ao noivo.
A união sexual só tem sentido no casamento, porque só ali existe um "comprometimento" de vida conjugal, vida a dois, no qual cada um assumiu um compromisso de fidelidade com o outro. Cada um é "responsável pelo outro" até a morte, em todas as circunstâncias fáceis e difíceis da vida. Sem esse compromisso de vida o ato sexual não tem sentido e se torna perigoso.
As consequências do sexo vivido fora do casamento são terríveis: mães e pais solteiros; filhos abandonados, criados pelos avós ou em orfanatos. Muitos desses se tornam os "trombadinhas" e "delinquentes" que, cada vez mais, enchem as nossas ruas, buscando nas drogas e no crime a compensação de suas dores. Quantos abortos são cometidos porque se busca apenas e egoisticamente o prazer do sexo, e depois se elimina o fruto: a criança!
As doenças venéreas são outro flagelo do sexo fora do casamento. Ainda hoje convivemos com os horrores da sífilis, blenorragia, cancro, sem falar do flagelo moderno da AIDS. O remédio contra a AIDS é a vivência sexual apenas no casamento; e não, como se propõe, irresponsavelmente, o uso de “camisinhas”, em vez de se eliminar o vício pela raiz.
É urgente que os cristãos, pais, professores e educadores tenhamos a coragem de ensinar novamente a castidade aos jovens.
Um jovem que se mantém casto até o casamento, além de tudo, prepara a sua vontade e exercita seu autodomínio para ser fiel ao seu cônjuge no casamento. É preciso mostrar urgentemente aos jovens os valores da castidade, tanto em pensamentos como em atos.
A televisão, os filmes pornográficos, as revistas eróticas abundantes e asquerosas injetam pólvora no sangue de nossos filhos, fazendo-os escravos do sexo. E por causa disso estamos vendo meninas de 13, 14 anos, grávidas, sem o menor preparo e maturidade para serem mães. Temos que acordar. Temos que ter a coragem de oferecer aos jovens a opção da pureza que Jesus nos legou: “Bem-aventurados os puros de coração porque verão a Deus” (Mt 5,8). Neste assunto Cristo foi exigente e não deixou margens à dúvida: “Todo aquele que olhar para uma mulher com desejo de cobiça, já adulterou com ela em seu coração” (Mt 5,27)."

Autor: Felipe Aquino
Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Trocando Idéias". Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br

sábado, 21 de maio de 2011

Descubra o seu caminho": feira vocacional da JMJ

Participarão movimentos, organizações e instituições

MADRI, sexta-feira, 20 de maio de 2011 (ZENIT.org) - No parque do Retiro de Madri, será realizada em agosto, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a tradicional feira vocacional, em que os movimentos, organizações e instituições da Igreja universal apresentarão suas diferentes abordagens, missões e carismas.
Na feira, no privilegiado espaço desse parque tão central e bem conectado, um dos principais pulmões da capital, serão instalados cerca de 80 stands - no Paseo de Coches, onde todos os anos se realiza a Feira do Livro -, nos quais estarão representadas as mais diversas ofertas vocacionais da Igreja.
A Exposição Vocacional 2011 visa a proporcionar aos participantes da JMJ o conhecimento de muitos dos caminhos vocacionais abertos na Igreja e incentivar nos jovens a busca do que Deus espera de cada um deles.
É também uma oportunidade para que as famílias religiosas, movimentos, associações de fiéis e demais instituições da Igreja em todo o mundo possam apresentar-se, por meio de pessoas que vivem esta vocação, às centenas de milhares de participantes da JMJ presentes em Madri.
Nesta Exposição Vocacional haverá representações de, entre outros, França, Noruega, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Irlanda, Bélgica, Guatemala, Chile e Peru.
Bento XVI, no último domingo, por ocasião do Dia Mundial de Oração pelas Vocações, disse: "Também hoje, quando a voz do Senhor corre o risco de se afogar no meio de muitas vozes, cada comunidade eclesial é chamada a promover e cuidar das vocações ao sacerdócio e à vida consagrada".
"Os homens sempre têm necessidade de Deus, mesmo em nosso mundo tecnológico, e sempre haverá necessidade de pastores para anunciar a sua Palavra e promover o encontro com o Senhor nos sacramentos", concluiu o Papa.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Papa dedicará próximo Dia Mundial da Paz aos jovens



Escolhe como tema “Educar os jovens na justiça e na paz”

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 19 de maio de 2011 (ZENIT.org) –

O Papa Bento XVI escolheu, para o próximo Dia Mundial da Paz, que será comemorado em 1º de janeiro de 2012, o tema “Educar os jovens na justiça e na paz”.
A Santa Sé divulgou a notícia hoje, através de um comunicado, no qual afirma que este tema remete a “uma questão urgente no mundo de hoje: escutar e valorizar as novas gerações na realização do bem comum e na afirmação de uma ordem social justa e pacífica, na qual possam ser expressos e realizados plenamente os direitos e as liberdades fundamentais do ser humano”.
O tema da “emergência educativa” foi apresentado em muitas ocasiões pelo Papa Bento XVI.
Segundo o comunicado vaticano, “é um dever das atuais gerações colocar as futuras nas condições de expressar livre e responsavelmente a urgência de um mundo novo.”
Os responsáveis públicos “são chamados a operar de modo que instituições, leis e ambientes sociais sejam permeados por uma humanidade capaz de oferecer às novas gerações oportunidade de realização pessoal e profissional. E que assim seja possível construir a civilização do amor fraterno, coerente com as mais profundas exigências de verdade, liberdade, amor e justiça para todos os seres”.
Os jovens “deverão ser operadores de justiça e de paz em um mundo complexo e globalizado. Isso tona necessária uma nova ‘aliança pedagógica’ de todos os sujeitos responsáveis”.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Cem dias para JMJ: cardeal Rouco lança reta final



“Estamos às portas de um novo Pentecostes”

MADRI, segunda-feira, 9 de maio de 2011 (ZENIT.org) -

 A 100 dias da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o arcebispo da diocese que a acolherá, cardeal Antonio Maria Rouco Varela, não hesita em predizer que este evento se converterá em um novo Pentecostes.

Ele expressa isso na carta publicada ontem, na qual lança a "reta final" para a preparação deste evento, que será realizado de 16 a 21 de agosto.

Desde que o Santo Padre anunciou, em 3 de julho de 2008, em Sydney, que Madri seria a seguinte sede do encontro mundial de jovens, afirma, "não deixamos de nos preparar e dispor, espiritual e pastoralmente, para que a JMJ de Madri com o Santo Padre (...) volte a ser a ocasião providencial para um profundo, autêntico e alegre encontro com Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador".

Este encontro, acrescenta, "convida os jovens em sua Igreja, para que suas vidas, muitas vezes murchas e destruídas e, outras, frescas e vigorosas, se enraízem e edifiquem n'Ele, o único que pode oferecer-lhes a verdade, a esperança e o amor; o único que pode mostrar-lhes a boa direção e acompanhá-los no caminho que os leva à autêntica e duradoura felicidade, muito além da morte!".

"A Igreja particular de Madri, encarregada pelo Papa da organização deste magno acontecimento eclesial - sem dúvida, o mais excepcional de toda a sua história -, é receptora simultaneamente de um dom singular e de uma responsabilidade pastoral sem precedentes, confiada pelo pastor da Igreja universal para o grande e atual objetivo da nova evangelização dos jovens do terceiro milênio."

Reta final

A reta final da preparação para a próxima JMJ, explica, "já está aqui. É a iminência do que será uma nova, bela e fecunda hora da graça e do Espírito para a Igreja e para os seus jovens. Mais ainda: a certeza de que nos encontramos às portas de um novo Pentecostes, que renovará seus corações e seus projetos de vida com um forte amor a Jesus Cristo, nos é apresentada com uma evidência pastoral inevitável. É urgente responder: uma resposta pessoal e comunitária".

VIII ENCONTRO DE JOVENS DA OCDS - PROVÍNCIA SÃO JOSÉ

De 15, 16 e 17 de julho de 2011 – Goiânia/GO


“ORAÇÃO; CAMINHO PARA PERFEIÇÃO”.

“Quem não deixa de caminhar, mesmo que tarde, afinal chega. Para mim,
perder o caminho é abandonar a oração”. (Santa Teresa de Jesus)

Itapetininga,  maio de 2011.

Queridos irmãos:


Inspirados pela graça de Deus e com a intercessão de nossa Santa Madre Teresa de Jesus, nos preparando para o V centenário do seu nascimento, estamos dando inicio a mais um encontro de jovens da OCDS.

Mais uma vez, com o mesmo objetivo de levar a todos os jovens o carisma do Carmelo Descalço e a espiritualidade de nossos Santos, de maneira fervorosa, será realizado, nos dias 15, 16 e 17 de julho de 2011 o VIII Encontro de Jovens OCDS.

O encontro deste ano será realizado na cidade de Goiânia-GO, na Cada de Retiro das Irmãs Dominicanas Nossa Senhora do Rosário de Monteils - Comunidade Caminho de Emaús , Av. Dourados, s/n° Goiânia-GO.
http://www.dominicasemaus.com.br/ (Veja mapa).

Terá inicio ás 16h do dia 15 de julho (sexta-feira) e encerramento ás 13h do dia 17 de julho (domingo).

O preço do encontro será de R$ 120,00 (cento e vinte reais), e as fichas deverão ser encaminhadas para Esther, da Comunidade de Itapetininga/SP, até a data de 30 de junho, na Rua Major Antonio Arruda de Moraes, n° 282, Vila Orestes, Itapetininga/SP, CEP 18 212 – 030, ou pelo telefone (15) 3272 2735 ou (15) 9728 2767 ou mesmo pelo email: comissãodejovens_ocds@yahoo.com.br .

Informamos, ainda que a idade mínima para participação no encontro é de 14 anos.

Desde já, agradeço e contamos com o empenho e dedicação de sua Comunidade em arrebanhar jovens para o Encontro, oportunidade de partilha e crescimento.

Que Deus os abençoe,

Abraço Fraterno!


Esther Pires

Pela comissão de Jovens ocds

sexta-feira, 6 de maio de 2011

COMISSÃO JOVEM OCDS

NO NOSSO I CICLA SUL OCDS, A NOS DA COMISSAO DE JOVENS TIVEMOS PRESENTES E PUDEMOS APROVEITAR DE TODOS ENSINAMENTOS PRECISOS QUE MUITO NOS AJUDARAM.


NA OPORTUNIDADE NOS REUNIMOS TAMBEM PARA TRATARMOS DO NOSSO PROXIMO ENCONTRO DE JOVENS QUE SERA DE 15 A 17 DE JULHO EM GOIÂNIA/GO.

NESTAS REUNIOES CONTAMOS COM A JUDA E CONSELHOS DE NOSSO DELEGADO OCDS PARA SUDESTE E CENTRO OESTE, FREI FABIANO E TAMBEM DE NOSSA CONSELHEIRA ROSANGELA QUE NOS ACOMPANHA EM NOME DO CONSELHO PROVINCIAL .


APROVEITAMOS A PRESENCA DE TANTOS IRMAOS DO BRASIL E AMERICA DO SUL, FIZEMOS UMA RIFA DE UMA CESTA DE LIVROS CARMELITANOS, LEMBRANCINHAS RELIGIOSAS E OUTROS PRESENTINHOS COMO PERFUMES ETC. ESTA RIFA NOS AUXILIARA EM NOSSO ENCONTRO POIS TEREMOS MUITAS DESPESAS.

FICAMOS FELIZES POIS TODOS QUISERAM AJUDAR E O PREMIO SAIU PARA UMA IRMA DO CHILE QUE FICOU MUITO ALEGRE.



Esther e Gardênia representando a comissão: faz a entrega da cesta.

Ganhadora: nossa irmã Inês (presidente da ocds do Chile)

APROVEITAMOS PARA AGRADECER A TODOS QUE COM CARINHO PARTILHARAM NESTE MOMENTO.

EM NOME DA COMISSAO DE JOVENS

ESTHER PIRES.

domingo, 24 de abril de 2011

Domingo da Ressureição de Nosso Senhor Jesus

Cristo Ressuscitou Aleluia!!! A vida Venceu a morte!


Que a Vossa Luz Jesus, ilumine nossas vidas, nossas famílias, a humanidade inteira, e à toda criação.

Obrigada, nós o amamos muito!





Abraços, Ceane (Mariana Mazurek, ocds)






sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sexta-feira da Paixão de Cristo



“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (Jo 3,16)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

"YouCat", instrumento único para dirigir-se aos jovens de hoje


Segundo o porta-voz vaticano, Pe. Federico Lombardi

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 18 de abril de 2011 (ZENIT.org) - Um "milagre" que tem como objetivo continuar falando de Jesus aos jovens de hoje. Foi assim que o porta-voz do Vaticano definiu o "YouCat", um pequeno livro amarelo que resume o Catecismo da Igreja Católica de 1997 e que será entregue junto com as mochilas dos participantes da Jornada Mundial da Juventude em Madri.
No editorial de ‘Octava Dies', semanário informativo Centro Televisivo Vaticano, o Pe. Federico Lombardi SJ, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, explicou que "já o grande Catecismo da Igreja Católica, elaborado por vontade de João Paulo II, sob a orientação do cardeal Joseph Ratzinger, foi um ‘milagre', pois poucos acreditavam que seria possível obter uma formulação comum, unitária, sistemática e global da nossa fé, neste tempo de evolução muito rápida das mentalidades e da linguagem, de variedade e de uma fragmentação cultural explosiva".
"Milagre da unidade da fé no caminho difícil da história - acrescentou -, milagre de uma força centrípeta que atrai a Cristo, apesar das muitas forças centrífugas que nos impelem a perder-nos na babel do mundo."
"Mas esta fé única - continua o sacerdote jesuíta - deve expressar-se com linguagens capazes de atingir o coração dos jovens de hoje, deve articular-se com respostas às perguntas feitas a cada dia. Caso contrário, ficará cada vez mais longe da vida."
"Por essa razão - sublinha o porta-voz vaticano -, é necessário estudar o grande Catecismo com os jovens, juntos, em comunidade, para compreendê-lo e reescrever a sua riqueza com palavras que possam ser compreendidas pelos seus colegas, seus amigos, que, por sua vez, têm muitas perguntas e expectativas."
"É preciso traduzir o livro da fé, para que Jesus fale também hoje aos jovens, e não apenas aos jovens de um país, mas de tantos países diferentes, que não compartilham apenas a música e o modo de vestir, senão também os interrogantes decisivos de sempre."
"Aventura maravilhosa! Iniciativa corajosa! ‘YouCat' não nasceu perfeito, mas é um autêntico milagre que temos nas mãos. Nós temos que melhorá-lo e, juntos, fazer que cresça, com a passagem das novas gerações, com a paixão da unidade da fé, que responde ao seu desejo profundo de comunidade e de esperança", conclui.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

"Pascoa, centro da vida cristã"

Após este rico período da Quaresma ,onde tivemos a cada dia o convite para morrermos para nossas fraquezas e egoísmos e ressuscitarmos para o amor e a vida nova ,entramos mais uma vez na Semana Santa refletindo sobre o processo de aniquilamento que Jesus enfrentou livremente por nós .


Jesus o Servo Sofredor ,se entrega por todos os que sofrem e vem encher de confiança e esperança a toda humanidade ,mostrando -nos o seu Amor sem medida.

Ao caminharmos nesta semana ,recordando os passos de Jesus ,possamos olhar também para nossos passos muitas vezes não tão firmes e corajosos.

É hora de levantarmos a cabeça e com coragem ,sustentados por sua Palavra iniciarmos caminhada nova.Não poderemos deixar de olhar também ,para nosso próximo ,muitas vezes necessitado de nosso apoio e acolhida.

Mas a Vigília Pascal ,a mãe de todas as vigílias ,se aproxima e celebraremos a vitória da vida sobre a morte!!!!!O acontecimento central de nossa fé!!!!

JESUS RESSUSCITOU VERDADEIRAMENTE !!!!!!ALELUIA!!!!!

Uma vida nova é possível!!!As pedras são removidas !!!Os medos não existem mais!!!!O bem vence o mal!!!!

Podemos caminhar nesta certeza:O NOSSO SENHOR ESTÁ VIVO E NOS DÁ A FORÇA NECESSÁRIA PARA SERMOS SEUS DISCÍULOS E MISSIONÁRIOS APESAR DAS DIFICULDADES QUE POSSAM APARECER!!!!!

A TODOS,MEUS IRMÃOS E IRMÃS AMADOS(AS),QUERO DESEJAR UMA SANTA SEMANA SANTA E UMA FELIZ PÁSCOA!!!!!!

COM MINHA AMIZADE E CARINHO

MARIA EDUARDA

quinta-feira, 14 de abril de 2011

‘YouCat’, subsídio que responde perguntas dos jovens


Apresentado Catecismo para participantes da JMJ de Madri

ROMA, quinta-feira, 14 de abril de 2011 (ZENIT.org) -

Uma espécie de introdução para o Catecismo da Igreja Católica e para o seu Compêndio e um instrumento eficaz para a nova evangelização: foi assim que o cardeal Stanislaw Ryłko, presidente do Conselho Pontifício para os Leigos, definiu o ‘YouCat', o subsídio para os jovens do qual serão distribuídas 700 mil cópias aos participantes da 26ª Jornada Mundial da Juventude de Madri.

O texto, apresentado ontem em Roma, busca expor a fé católica em seu conjunto, como está contida no Catecismo da Igreja Católica de 1997, com uma linguagem adaptada aos jovens.

Publicado em 17 idiomas, incluindo o chinês, ‘YouCat' foi escrito por um grupo de teólogos, sacerdotes e religiosos professores de língua alemã, sob a responsabilidade da Conferência Episcopal Austríaca, e tem a aprovação da Conferência dos Bispos alemães e suíços. Para cada país está previsto um supervisor.

Por que este subsídio? "A urgência - disse em coletiva de imprensa o cardeal Christoph Schönborn, arcebispo de Viena - decorre do fato de que os jovens protagonistas deste texto já pertencem a uma geração para a qual ser cristão é uma escolha consciente."

Eles vivem, de fato, "num contexto em que são uma minoria e, portanto, têm uma aproximação da fé muito diferente das nossas gerações, para as quais era normal participar da Missa dominical".

‘YouCat" está estruturado em 527 perguntas e respostas; no final de cada resposta, os números se referem a exposições mais detalhadas do Catecismo da Igreja Católica. "Uma decisão acertada - comentou Dom Rino Fisichella, presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização -, principalmente porque pedagogicamente permite compor uma melhor síntese, necessária para manter os conteúdos de forma breve e concisa."

Na elaboração do texto, contou-se com a colaboração de 50 jovens, escolhidos de forma que fosse um grupo o mais representativo possível da realidade da juventude.

"O texto - explicou Nikolaus Magnis, seminarista da diocese de Limburg, um jovem que colaborou no ‘YouCat' - não está escrito em uma linguagem puramente teológica, compreensível apenas para aqueles que estudaram teologia, mas tampouco em um dialeto juvenil."

Os jovens colaboraram na discussão e formulação das perguntas: "Eu achava que ficaria entediada - disse Elizabeth Meuser, estudante de violino na ‘Royal Academy' de Londres, que transcreveu o resultado das discussões; no entanto, foi muito interessante: cada um contribuiu de acordo com sua especialização e o resultado foi surpreendente."

Uma das vicissitudes do projeto foi a tradução italiana do texto, que tinha um erro no número 420, sobre os métodos de regulação da fecundidade, e não "métodos anticoncepcionais", como foi escrito; ontem, o subsídio foi apresentado à imprensa, porém, com a inclusão de uma nota de esclarecimento.

"Houve problemas também com a edição francesa - disse Schönborn -, que sairá com atraso devido a um erro sobre a relação com as religiões." Isso não é incomum: "Também com o texto do Catecismo da Igreja Católica, foi preciso fazer muitas correções - acrescentou o Cardeal Schönborn; a Congregação para a Doutrina da Fé fará uma lista dos elementos apontados, pouco a pouco, e as correções serão inseridas nas próximas edições".

Ele também corrige a referência à "eutanásia passiva" (n. 382), relatada por jornalistas na Sala de Imprensa: "eutanásia passiva e eutanásia ativa - disse Dom Fisichella - são termos obsoletos. Já não se usam e não deveriam ser usados novamente. É preciso ser muito precisos para evitar mal-entendidos em assuntos tão delicados".

(Chiara Santomiero)

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Santos pensamentos


"Jamais chegaremos a conhecer-nos,
se juntos não procuramos conhecer a Deus."

(Santa Teresa de Jesus)



Abraços,

Ceane Ribeiro (Mariana Mazurek, ocds)