segunda-feira, 30 de março de 2015

Terço Missionário ,nosso presente para Teresa de Jesus no seu aniversário -28 de março de 2015

Reunidos na Capela do Carmelo Santa Teresinha em Fortaleza/Ce  ás 16;00 do dia 28 de março,como parte das comemorações pra Santa Teresa de Jesus,os jovens do Carmelo juntos com todos das Comunidades Rainha do Carmelo e São José de Santa Teresa rezaram pela paz.Divididos os grupos em cores que representava cada continente.











Nossa Senhora do Carmo e Santa Teresa e as faixas que representavam cada
continente.



Peça de teatro "Teresa em 5 atos" feita pelo Carmelo Jovem de Fortaleza/CE


Como parte das comemorações do aniversário de 500 anos de Teresa de Jesus o Carmelo Jovem da cidade de Fortaleza/Ce organizou uma peça de teatro intitulada "Teresa em 5 atos".


dança flamenca com castanholas




Presidente das Ocds Luciano Dídimo esteve presente nas comemoraçoes
dos 500 anos STJ no Carmelo Santa Teresinha em Fortaleza/CE


























Comemoração dos 500 anos de Santa Teresa de Jesus !

                                    
Finalmente ,chegamos ao V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus!Foi com grande alegria que dia 28 de março toda família carmelitana:monjas,seculares e frades celebraram  os 500 anos  de sua Mãe  e Fundadora do Carmelo Descalço. Todos estão ansiosos para o Fórum 500 anos  STJ onde todos estarão reunidos como uma grande família em Aparecida /SP de 4 a 7 de setembro inscrições




Minisserie  da TV esapanhola estrelada por
Concha Velasco


Teresa de Jesus,mulher,doutora e mística,patrimônio não só do Carmelo e da Igreja ,mas da humanidade.Sua doutrina quebra a barreira do tempo e do 
espaço e encontra eco nos corações pois é sempre autêntica e atual.




Teresa de Ahumada y Cepeda. Nasceu em 28 de março de 1515, em Ávila, na Espanha, terra de heróis e cavaleiros. Seus pais, Alonzo Sanchez de Cepeda e Beatriz de Ahumada, educaram-na com muito esmero. Família numerosa, eram três irmãs e nove irmãos. Ouviam nas longas noites invernais, ao calor da lareira, a leitura dos santos mártires, feita por seus pais. Animada, então, por essas leituras, aos sete anos, sinte a necessidade de fugir para a “terra dos mouros” com seu irmão Rodrigo mas sua  fuga foi frustrada. Mas, não o ideal da fuga: querer ver a Deus.
Esse se tornará o seu horizonte de vida. Seu livro autobiográfico, que revela aspectos familiares e espontâneos da minha vida, foi escrito sob a luz do Espírito Santo. Intitulava-se “O Livro da Vida”.(Obras completas,Frei Patricio Schiadini)


Teresa é uma mulher que fala de Deus. Fala de Deus como um Alguém conhecido. Quem mergulhar na leitura das suas obras terá a real impressão de que ela se encontrou verdadeiramente com Ele antes de escrever. O livro “Caminho de Perfeição”, escrito para suas filhas espirituais, é um dos mais belos manuais de espiritualidade que o bom Deus a inspirou. É alimento substancioso para quem hoje quer se aventurar na busca da experiência de Deus.




Mas nem todos a viam com bons olhos... Houve quem dissesse que eu era uma “mulher inquieta, andarilha, desobediente e teimosa”. Que inventava más doutrinas, andando fora da clausura, contra o que ordenara o Concílio de Trento e os prelados. Ensinando como “mestra”, contra o que dizia São Paulo que ordenara às mulheres não ensinar. Mas, contra tudo e contra todos,a ideia de retomar a vida primitiva da Ordem não lhe saía da cabeça. No dia 24 de agosto de 1562, começa no pequeno mosteiro de São José, na cidade de Ávila, uma nova vida. As fundações se sucedem, uma após a outra, e, com o auxílio de Frei João da Cruz, outro “inquieto” com a mediocridade do Carmelo de então. É o começo das dezessete fundações que se sucederiam: Ávila, Malagón, Duruelo, Valladollid, Toledo, Villa Nueva de La Jara, Palência, Sória, Burgos, Almadóvar Del Campo, Beas, Sevilla, Caravacca, Alba de Tormes, Pastrana, Salamanca e Medina Del Campo. Vivi sessenta e sete anos, dos quais, vinte com intensa atividade como: fundadora, escritora, contemplativa e “andarilha” pelas terras espanholas do século XVI.
Entra para a eternidade no dia 04 de outubro de 1582. Em seu último suspiro exclama: ‘morro, em fim, filha da Igreja’”.





Estando  ela em Toledo, encontra-se com o Reverendo Padre Jerônimo Gracián da Mãe de Deus, grande amigo e confessor. Esse a persuade a escrever outro livro. Esse livro será considerado sua “obra prima”, fruto maduro de sua jornada terrena, que reflete sua intimidade com Deus e o quanto Ele se dignou revelar-se a respeito de sua presença nas almas. No livro revela que cada alma é como um “castelo”, todo de “diamante” ou “cristal puríssimo”, muito claro  onde há muitos aposentos. No “centro do castelo” mora um Rei tão poderoso, tão sábio, tão puro...
O “castelo interior”, nossa alma, possui sete moradas, cada uma delas composta por muitas outras, com lindos jardins, fontes, que são os graus de oração.




“Vejam-te meus olhos
Doce e bom Jesus
Vejam-te meus olhos
E cesse a minha luz...

Vejam o que quiser
Rosas e jasmins
Eu tenho em tua vista
A Flor de mil jardins!

Flor de serafins
Jesus Nazareno
Vejam-Te meus olhos
E fechem, em fim, serenos

Vejam-Te meus olhos
Doce e bom Jesus
Vejam-Te meus olhos
E cesse a minha luz...



Quando o doce Caçador
Me atingiu com sua seta
 Nos meigos braços do amor
Minha alma aninhou-se quieta
E a vida em outra seleta
Totalmente me ás trocado
Meu Amado é para mim
E eu sou para o meu Amado

Entreguei-me toda em fim
Os corações se hão trocado
Meu Amado é para mim
E eu sou para o meu Amado!

Ela aquela seta eleita
Ervada em sulcos de amor
E minh’alma ficou feita
Uma com o seu Criador
Já não quero eu outro amor
Que Deus me tenho entregado.
Meu Amado é para mim
E eu sou para o meu Amado!








domingo, 29 de março de 2015

DESCRIÇÃO FÍSICA DA VIRGEM MARIA, CONFORME O RELATO DOS VIDENTES DE MEDJUGORJE.


      Amados irmãos e irmãs, bom dia! Feliz Páscoa. Hoje eu gostaria de oferecer-lhes um presente, um maravilhoso presente para quem ama a Santíssima Virgem Maria e acompanha, ao menos com respeito, suas aparições ou pretensas aparições: o relato da aparência de Nossa Senhora conforme a descrição feita pelos videntes de Medjugorje. 
        Sabemos que as aparições, pretensamente da Virgem Maria, na localidade de Medjugorje, na antiga Iugoslávia, atualmente, na Croácia, iniciadas em 24 de junho de 1981 e que ocorrem até os dias atuais, ainda não foram oficialmente aprovadas pela Igreja, no entanto, também não foram desaprovadas. O próprio Papa São João Paulo II, de saudosíssima memória, perguntado se gostaria de ir a Medjugorje, respondeu: "Se eu não fosse Papa, já teria ido"... 
        Bem, sabemos que o próprio Jesus, no Evangelho, um dia disse: "pelos frutos conhecerei a árvore". E isso é verdade. Graças a Deus, até o presente momento, os frutos de Medjugorje são salutares e maravilhosos: milhares de conversões, incremento da devoção à Virgem Maria, ao Santo Rosário, à Via Sacra, busca frequente aos sacramentos da Confissão e Eucaristia, prática do jejum e outras mortificações e a santificação de muitas almas! 
      Os testemunhos de conversões, algumas maravilhosas e milagrosas, multiplicam-se. Muitos foram os sinais vistos por centenas de milhares de peregrinos que para lá acorreram. Muitos referem terem sido curados de doenças crônicas e graves. Muitos enfermos da alma também foram curados... 
    Como filhos e filhas da Igreja, esperamos por seu pronunciamento oficial, no entanto, como a mensagem de Medjugorje em nada contradiz ou contrapõe à Fé Católica, é lícito (isto é, a Igreja permite) que se dê a tais aparições a chamada "fé particular", sem ser obrigatório a ninguém crer nelas. 




DESCRIÇÃO DETALHADA DE NOSSA SENHORA, RAINHA DA PAZ, COMO APARECE EM MEDJUGORJE

Muitas pessoas e de diversos modos têm perguntado aos videntes sobre a aparência de Nossa Senhora e também de uma forma geral sobre os acontecimentos em Medjugorje, mas o questionador mais bem sucedido foi frei Janko Bubalo, escritor e membro da Província Franciscana da Herzegovina. Ele pode acompanhar os eventos associados às aparições desde o início. Durante muitos anos ele atendeu confissões em Medjugorje, e adquiriu um conhecimento íntimo da espiritualidade de Medjugorje. Um dos resultados deste interesse é seu livro “Mil Encontros com Nossa Senhora em Medjugorje” publicado em 1985. Este livro foi premiado e foi um sucesso mundial.
Neste livro, Vicka, a vidente, ao responder às perguntas de Frei Bubalo, oferece informações detalhadas de seus encontros com Nossa Senhora. Na verdade, Frei Bubalo entrevistou da mesma forma os outros videntes, mas decidiu publicar somente a entrevista com Vicka, pois esta lhe respondeu da maneira mais abrangente. Além disto, o que os outros videntes disseram não diferiu, de modo essencial, do que Vicka relatou. O Frei Janko falou varias vezes sobre a descrição de Nossa Senhora com os videntes e não divulgou nada diferente daquilo que eles aprovaram.
O tempo passou e as tentativas de retratar Nossa Senhora, como ela aparece em Medjugorje, multiplicaram-se. Muitas destas tentativas divergem da descrição que os videntes fazem, portanto, visando evitar mais confusão, Frei Bubalo, embora agora já idoso, (nasceu em 1913), enviou um questionário a todos os videntes ao qual ele pediu que os videntes dessem respostas à questões relacionadas com a aparência de Nossa Senhora. Cinco dos seis videntes responderam ao pedido de Frei Bubalo e assinaram seus questionários, preenchidos em Humac, em 1992. Estes cinco foram Ivan Dragicevic, Vicka Ivankovic, Marija Pavlovic, Ivanka Ivankovic e Mirjana Dragicevic. Devido às circunstâncias, o sexto vidente, Jakov Colo, não conseguiu devolver sua folha de questionário, mas ele concordou com o que os outros videntes disseram e nada teve a acrescentar a seus relatos.



VAMOS AGORA APRESENTAR AS PERGUNTAS INTEGRALMENTE E OS RESULTADOS DAS BREVES RESPOSTAS DOS VIDENTES

1. Para começar, diga-me: qual é a altura da Nossa Senhora que você vê regularmente?
Cerca de 1.65 m – Da minha altura. (Vicka)

2. Ela tem aparência esbelta, magra ou ...?
Ela parece esbelta.

3. Quantos quilos ela parece pesar?
Cerca de 60 quilos.

4. Que idade ela parece ter?
De 18 a 20 anos de idade.

5. Quando ela está com o Menino Jesus, ela parece mais velha?
Ela aparece normal, sempre igual.

6. Quando Nossa Senhora está com você, ela sempre aparece de pé ou...
Sempre de pé.

7. Sobre o quê ela fica de pé?
Sobre uma pequena nuvem.

8. De que cor é a nuvem?
A nuvem tem uma cor esbranquiçada.

9. Você já a viu ajoelhada?
Nunca! (Vicka, Iva, Ivanka ...)

10. Naturalmente sua Nossa Senhora também tem sua própria face. Como é o rosto dela, arredondado, longo, oval?
É longo, ovalado – normal.

11. De que cor é o rosto dela?
Normal – bem claro – tem as maças do rosto rosadas.

12. De que cor é a sua têmpora?
Normal – principalmente clara como seu rosto.

13. Que tipo de lábios Nossa Senhora tem – carnudos ou finos?
Normais – lindos – mais finos.

14. De que cor são seus lábios?
Avermelhados – cor natural.

15. Nossa Senhora tem alguma covinha, como nós normalmente temos?
Normalmente não – talvez um pouco, se ela sorri. (Mirjana).

16. Existe algum sorriso normalmente em seu semblante?
Talvez - talvez uma ternura impossível de descrever – existe um sorriso visível como se fosse sob sua pele (Vicka).

17. Qual a cor dos olhos de Nossa Senhora?
Os olhos são maravilhosos, claramente azuis (todos).

18. São olhos grandes ou ...?
Normais – talvez um pouquinho grandes. (Marija)

19. Como são os cílios dela?
Delicados – normais.

20. De que cor são os cílios dela?
Normais – sem cor especial.

21. São finos ou ...?
Comuns – normais.

22. Claro que Nossa Senhora tem um nariz. Como é: fino ou...?
Um nariz bonito e pequeno (Mirjana) – normal, em harmonia com o rosto dela. (Marija).

23. E as sobrancelhas de Nossa Senhora?
As sobrancelhas dela são finas, normais, de uma cor negra.

24. Como está sua Nossa Senhora vestida?
Vestida em uma roupa simples de mulher.

25. De que cor é o vestido dela?
O vestido dela é cinza – assim um cinza azulado (Mirjana).

26. O vestido é justo ou tem caimento solto?
Tem caimento solto.

27. Qual o comprimento do vestido dela?
Chega até a nuvenzinha onde ela fica, mescla-se com a nuvem.

28. E até que altura do pescoço?
Normal, até o início do pescoço.

29. Há alguma parte do pescoço de Nossa Senhora que esteja visível?
O pescoço dela é visível, mas nada do colo fica à vista.

30. Até onde vão as mangas dela?
Até os punhos.

31. O vestido de Nossa Senhora tem algum tipo de bainha?
Não, não tem.

32. Existe alguma coisa na cintura de Nossa Senhora?
Não, nada.

33. No corpo da Nossa Senhora que você vê, sua feminilidade é óbvia?
Claro que é! Mas nada de modo especial (Vicka).

34. Há alguma outra coisa em Nossa Senhora, além do vestido que você descreveu?
Ela tem um véu sobre a cabeça.

35. De que cor é o véu?
O véu é de cor branca.

36. Completamente branco ou ...?
Completamente branco.

37. O que o véu cobre?
Cobre a cabeça dela, cobre os ombros e todo o corpo das costas até os lados.

38. Até onde vai o véu?
Vai até à nuvenzinha, como o vestido.

39. Até onde cobre a frente?
Cobre pelas costas e pelos lados.

40. O véu é de material mais espesso do que o vestido de Nossa Senhora?
Não – parece com o vestido.

41. Há algum tipo de ornamento sobre ela?
Nenhum tipo de ornamento.

42. O véu tem algum tipo de acabamento?
Não. Nenhum

43. Nossa Senhora um algum tipo de ornamento?
Nenhum.

44. Por exemplo, na cabeça, ou em volta da cabeça?
Sim – ela tem uma coroa de estrelas sobre sua cabeça.

45. Há sempre estrelas em volta da cabeça dela?
Normalmente sim – sempre estão lá. (Vicka)

46. Por exemplo, quando ela aparece com Jesus?
Ela aparece do mesmo modo.

47. Quantas estrelas são?
Há doze estrelas.

48. De que cores são?
Douradas, de cor dourada.

49. Elas estão ligadas entre si por algo ?
Estão ligadas por algo - para ficar lá. (Vicka)

50. Vê se os cabelos de Nossa Senhora?
Vê se um pouco o seu cabelo.

51. Onde você pode ver?
Um pouco acima da testa dela - debaixo do véu - do lado esquerdo.

52. De que cor é?
Preto.

53. Alguma das orelhas de Nossa Senhora fica visível?
Não nunca.

54. Como?
Bem, o véu cobre as orelhas.

55. Para onde Nossa Senhora fica olhando na hora das aparições?
Normalmente ela fica olhando para nós, algumas vezes para outra coisa, quando nos está mostrando.

56. Então, como ficam as mãos de Nossa Senhora?
Suas mãos ficam livres, relaxadas, estendidas.

57. Quando ela junta as mãos?
Quase nunca – talvez às vezes no “Glória ao Pai”.

58. Ela se move, faz gestos com suas mãos durante as aparições?
Ela não faz gestos, exceto quando nos mostra algo.

59. Para que lado viram as palmas da mão quando estão estendidas?
As palmas ficam geralmente relaxadas para cima – os dedos também.

60. As unhas dela ficam visíveis?
Ficam parcialmente visíveis.

61. Como são – de que cor?
Cor natural – unhas cortadas rente.

62. Você já viu as pernas de Nossa Senhora?
Não – nunca – o vestido dela sempre as cobre.

64. E para terminar, Nossa Senhora é realmente linda como você diz?

Bem, na verdade não falamos sobre isto quase nada – a beleza dela não pode ser descrita – não é nosso tipo de beleza – há algo celestial – algo divino – algo que somente veremos no Paraíso – e mesmo assim até certo ponto.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Carmelo de Fortaleza reza pela Paz


Aproxima-se o dia do aniversário de 500 anos de Santa Teresa de Jesus. Os carmelitas descalços reúnem-se para presenteá-la com um momento de oração pela Paz mundial. Esta grande mística espanhola e doutora da Igreja que viveu no século XVI dizia: "O mundo está em chamas", isto é, sob o ataque contínuo de forças que se opõem ao Evangelho e implantação do Reino de Cristo na terra.
Esse grito de Santa Madre Teresa de Jesus recorda-nos os grandes problemas e sofrimentos atuais de nossa sociedade e dos povos: o egoísmo, a sede pelo poder, a corrupção, o avanço das drogas e dos vícios, os conflitos, as guerras, o terrorismo, a violência, o desemprego, a falta de saúde e moradia dignas, os desajustes familiares, a falta de perspectiva de vida e futuro para milhões de adolescentes e jovens, etc.
Coloquemos diante de nosso Senhor o mundo inteiro e suas necessidades! Foi a proposta de nosso Santo Padre, o Papa Francisco e do Padre Geral da Ordem dos Carmelitas Descalços, Frei Savério Canistrá, ocd.
Em Fortaleza, Ceará, no Carmelo Santa Teresinha, monjas e seculares, obedientes ao clamor do Espírito Santo, que grita por meio da Santa Igreja, reuniram-se em oração pela paz. Fizemos a adoração ao Santíssimo Sacramento, rezamos Vésperas e, em seguida, praticamos o Santo Exercício da Via Crucis (Via Sacra), finalizando com Completas.
Foram momentos maravilhosos de adoração e devoção. Que a Santíssima Virgem Maria, nosso pai São José e Santa Madre Teresa de Jesus acolham nossas orações e nossos corações e, apresentando-os à Santíssima Trindade, impetrem sobre o mundo a paz tão sonhada. Amém! Amém!


Adoração


Nossas monjas em adoração a Jesus Sacramentado


Via Sacra



quinta-feira, 12 de março de 2015

Sugestao de texto para oração dia 26 de março

[O seguinte texto Teresiano pode ser lido pelo Padre ou um leitor / a]:


" O mundo está sendo tomado pelo fogo(...). E vamos perder o tempo em súplicas que, se fossem ouvidas por Deus, talvez levassem a se perder mais uma alma no céu? Não, minhas irmãs; não é hora de tratar com Deus de coisas pouco importantes.
 "(Teresa de Jesus, o caminho da perfeição 1,5).
O mundo está em chamas este é o grito dolorido de Teresa de Jesus contemplando conflitos, guerras e divisões da sociedade e da Igreja do seu tempo. Hoje também fazemos nosso aquele grito e o apresentamos Jesus como uma oração: Senhor, o mundo está ardendo em chamas!

[Continua o Padre]:
Como Santa Teresa, sabemos que pelas nossas próprias forças não alcaçare. Vamos mantê-lo, coos sozinhos o dom precioso da paz. Aferremos-nos pois com ela á  força da cruz redentora de Cristo: "Oh Meu Senhor e misericórdia minha que maior bem quero eu que estar nesta vida que estar junto a vós?  Que não haja divisão entre mim e ti...Com vossa presença o que pode ser difícil? O que não pode ser feito tendo-vos junto?
 Ao lado da cruz de Jesus, da Virgem Mãe e nossa Mãe Teresa, oremos a Deus para crescer as oportunidades de diálogo e de encontro entre o os homens que  aprendamos a pedir para que a paz  brote no mundo como fruto da  reconciliação, que Ele veio nos trazer.

Oremos:
Senhor nosso Deus, que por teu Espírito suscitou Santa Teresa de Jesus, para mostrar sua Igreja o caminho da perfeição, conceder viver  de sua doutrina  acendei em nós o
desejo de verdadeira santidade, cujo fruto é a reconciliação que leva à paz. Por  nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que vive e reina Contigo e o Espírito Santo, um só Deus,
AMEM! 

Nosso presente para Santa Teresa de Jesus -Oração pela Paz mundial dia 26 de Março

Padre geral da Ordem dos Carmelitas Descalços Frei Saverio Cannistrá faz um apelo e nos convoca a rezar pela Paz Mundial no Dia 26 de março fazendo uma hora de oração.

Convocação do Padre Geral
09 de março de 2015 (Communicationes) .-
 P. Saverio Cannistrà, Superior Geral OCD

"Queridos irmãos e irmãs,
No dia seguinte, 28 de março completam- se 500 anos do nascimento de Santa Teresa de Jesus. A data tão fervorosamente esperada e tão cuidadosamente preparado ao longo destes  últimos anos em todos os mosteiros, conventos e Comunidades  da Ordem Secular, já está muito perto.

Na homilia do último 14 de outubro, na igreja de “La Santa,” em Ávila, na Missa celebrada na véspera dos atos oficiais da V Centenario, nos imagiva a todos  tentando fazer um presente um presente a nossa Santa Madre Teresa em tal dia importante e reconhecemos que, sem dúvida, o melhor presente é e será sempre a si mesma, Teresa de Jesus.

Dois dias antes de seu aniversário, 26 de março, convido-vos, como filhos e filhas  , para oferecer algo que certamente vai enche-la  de alegria: uma hora de oração!
Um momento especial de oração, em que a intenção de todos será  a paz no mundo. O Mundo arde  em chamas, gritava Teresa  ao ver  os conflitos e divisões que assolavam  a sociedade de seu tempo. Também o nosso mundo queima e arde em chamas  e, às vezes, não somos  sensíveis o suficiente ou não temos a confiança para acreditamos que podemos fazer alguma coisa para apagar esse fogo.

Entretidos , às vezes com as  pequenas coisas em nossas vidas diárias e nos problemas mais imediatos, nos esquecemos de  olhar para cima para ver o horizonte e descobrir os sinais de sofrimento  que apresenta a nossa sociedade: as guerras, os conflitos, o terrorismo, a violência pública ou doméstica,  gritos de dor, em silêncio, mesmo antes de ser pronunciada.

Isso não vai ser um dia em que podemos nos esconder, deixando a solução destes problemas  somente aos  que têm responsabilidade com eles . O 26 de março é um dia para que a  voz de Santa Teresa ressoe  em nossos corações e, com ela, podermos nos determinar a fazer um pouquinho e  nos convencer de que as coisas do mundo não são negócios de pouca importância  para tratar com Deus.

Os anuncio  com alegria que o Santo Padre Francisco, vendo  com bons olhos esta
iniciativa, decidiu dar inicio a  esta hora da oração mundial. A partir desse momento eu convido você a recorrer  à  oração, tendo presente como intenção: A PAZ.
Que em Cristo, verdadeiro amigo, que trouxe ao mundo a reconciliação com Deus, nós levantamos os olhos para o céu suplicando ao pai, o dom da paz, que exige que favorece  o dom da  reconciliação entre os homens: perdoemos e seremos perdoados , nos disse o Senhor.

Abramos nossos corações para perdoar, perdoemos a quem nos tem  ofendidos e implorar para Deus que nos dê a paz.  A paz  que  Jesus nos prometeu, não a do  mundo, mas a que nos enche o  coração de alegria e nos liberta de toda covardia. 

Filhos e Filhas  da Igreja, vivamos  e façamos  intensamente esta iniciativa que o Papa Francisco fez também como  sua, convoquemos  também  todos os crentes, a exemplo, de São João Paulo II , como nos ensinou, em Assis.

Unido a todos irmãos e irmãs em Jesus Teresa."


Caminho de luz-Bastão de Santa Teresa chega em Roma

ROMA, 11 de Março de 2015 (Zenit.org) - ‘Caminho de Luz’ é o nome da peregrinação que desde 15 de outubro do ano passado levou o bastão peregrino de Santa Teresa de Ávila a 30 países por ocasião do 5° centenário de seu nascimento. Por fim, nesta quarta-feira (11) chega ao Vaticano, onde quatro peregrinos foram recebidos pelo Papa Francisco na Audiência Geral.
Por isso, recordando o quinto centenário do nascimento de Santa Teresa de Jesus, Francisco fez uma prece para que os jovens sejam estimulados pelo vigor espiritual da santa carmelita descalça “a testemunhar com alegria a fé em sua vida”.
A organização informou que " o encontro com o Papa Francisco encerra a peregrinação mundial antes de voltar para Espanha, em 28 de março”. Até agora, ‘Caminho de Luz’ percorreu 28 países. Em abril iniciará sua etapa visitando as fundações teresianas e outros lugares da ordem carmelita, até o mês de julho.

Para o vigário geral da Ordem dos Carmelitas Descalços, Padre Emilio José Martínez "é um momento de particular emoção para toda a Ordem dos Carmelitas Descalços... esta viagem, que é física e espiritual, começou como uma aventura, e superou todas as expectativas". E afirmou que "a recepção de um grande admirador de Santa Teresa, como o Papa Francisco, nos honra e nos enche de imensa gratidão ao Santo Padre". Para nós – conclui o vigário general- é o reconhecimento de toda a família carmelita, todas as freiras, padres e leigos que trabalham em mais de 130 países em todo o mundo levando a mensagem de Cristo através do exemplo da santa espanhola mais universal".
O Papa Francisco perguntou se era realmente o bastão da Santa e com a resposta afirmativa do Frei Antônio,Ocd que coordenada a perigrinação da relíquia,beijou-o carinhosamente.

OS ANJOS NA DOUTRINA DA IGREJA


Recorrer aos anjos está ficando cada vez mais na moda. Mas o que sabe a grande maioria das pessoas a respeito dessas criaturas espirituais e imortais?

Após uma época de ceticismo e materialismo triunfante, durante a maior parte dos séculos XIX e XX, o Ocidente voltou a demonstrar uma definida apetência pelo mundo dos espíritos. Se até duas ou três décadas atrás, falar de anjos era considerado por muita gente como sinal de imaturidade ou de falta de cultura, hoje em dia tornou-se moda. Abundam os filmes e livros retratando seres extraordinários, poderosos, dotados de qualidades sobrenaturais, seres “super-humanos” ante os quais o comum dos mortais é impotente. Não será isso um sintoma de interesse pelo mundo angélico? Ao lado da fantasia e do mito, obras esotéricas de grande divulgação apresentam uma visão distorcida desses seres espirituais, e a ignorância religiosa só fez aumentar os equívocos nesta matéria. Se quisermos saber a realidade sobre os anjos, onde achar a verdade no meio de tanta desinformação?

As Sagradas Escrituras
Muito antes das definições teológicas dos últimos séculos, o ensinamento sobre os anjos encontra-se fundamentado na autoridade das Sagradas Escrituras e dos Padres da Igreja. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, numerosas passagens nos mostram os anjos em ação, na tarefa de proteger e guiar os homens, e servindo de mensageiros de Deus. O versículo 11 do Salmo 90 menciona claramente os Anjos da Guarda: "Deus confiou a seus anjos que te guardem em todos os teus caminhos". Se nalgumas ocasiões os anjos da mais alta hierarquia celeste são os encarregados de missões na terra - casos de São Gabriel e São Rafael - em muitas outras trata-se por certo de uma atuação do anjo guardião da pessoa concernida, mesmo se a Bíblia não o mencione especificamente. Tem-se essa impressão na leitura do profeta Daniel, salvo de ser devorado no cárcere por feras famintas, pois ele declara ao rei Dario: "Meu Deus enviou o seu anjo, que fechou a boca dos leões, os quais não me fizeram mal algum" (Dn 6, 22). Do mesmo modo, nos Atos dos Apóstolos, quando vemos São Pedro ser libertado da prisão por um anjo (cf. At 12, 1-11). Nosso Senhor faz uma referência muito clara aos Anjos da Guarda, quando diz: "Vede, não desprezeis um só desses pequeninos; pois vos declaro que os seus anjos nos Céus vêem incessantemente a face de meu Pai, que está nos Céus" (Mt 18,10). São Paulo, na Epístola aos Hebreus, ensina que todos os anjos são espíritos a serviço de Deus, o qual lhes confia missões em favor dos herdeiros da salvação eterna (cf. Hb 1,14).

Os Padres da Igreja
Na esteira das Sagradas Escrituras, a maioria dos Padres da Igreja trata dos anjos enquanto nossos guardiães. São Basílio Magno, na obra Adversus Eunomium, declara: "Cada fiel tem a seu lado um anjo como protetor e pastor, para o conduzir à vida". No século II, Hermas, na obra "O Pastor", diz que todo homem possui seu Anjo da Guarda, o qual o inspira e o aconselha a praticar a justiça e a fugir do mal. No século III, a crença nos Anjos da Guarda de tal maneira estava arraigada no espírito cristão, que Orígenes lhe dedica várias passagens. E sobre a mesma matéria encontramos belos textos de São Basílio, Santo Hilário de Poitiers, São Gregório Nazianzeno, São Gregório de Nissa, São Cirilo de Alexandria, São Jerônimo, os quais nos ensinam: o Anjo da Guarda preside às orações dos fiéis, oferecendo-as a Deus por meio de Cristo; como nosso guia, ele solicita a Deus que nos guarde dos perigos e nos conduza à bem-aventurança; ele é como um escudo que nos envolve e protege; ele é um preceptor que nos ensina a cultuar e a adorar; nossa dignidade é maior por termos, desde o nascimento, um anjo protetor.

Desdobramentos posteriores
No século XII, Honório de Autun promoveu a doutrina de que cada alma, no momento em que é unida ao corpo, é confiada a um anjo cuja missão é induzi-la ao bem e dar conta de suas ações a Deus. Santo Alberto Magno e São Tomás de Aquino, no século XIII, ensinaram, com São Pedro Damião, que o Anjo da Guarda não abandona nem sequer a alma pecadora, mas procura levá-la ao arrependimento e reconciliação com Deus.

Em 1608, o Papa Paulo V instituiu a festa dos Santos Anjos da Guarda. Posteriormente, em 1670, coube ao Papa Clemente X fixar sua comemoração de modo definitivo no dia 2 de outubro, tornando-a obrigatória para toda a Igreja. O Catecismo da Igreja Católica trata da missão do Anjo da Guarda em relação a nós, dizendo: "Desde o início até a morte, a vida humana é cercada por sua proteção e por sua intercessão" (nº 336). E o Papa São João Paulo II, na Audiência Geral de 6 de agosto de 1986, acentua que “a Igreja confessa sua fé nos Anjos Custódios, venerando-os na Liturgia com uma festa especial, e recomendando o recurso à sua proteção com uma oração freqüente, como na invocação ao ‘Santo Anjo do Senhor'”.
                                                                                                     Por Guy de Ridder – 14/01/2013